Final de festa

 

Foram muitas coisas ditas

Palavras com carinho recebidas

Mas o que importa é que desabafei

Eu disse que amei...

 

Na verdade gostaria que durasse mais

Mas a festa chega a um fim

Os aplausos já se encerraram

E agora que vai ser de mim?

 

Foi um encontro virtual de amizade

Tenho que agradecer aos meus amigos

Pois tudo que era pra dizer foi dito

E esse sarau ficará gravado na realidade!

:: Postado por Gaivota às 12h34
::
:: Enviar esta mensagem

Autopsicografia

 

 

 

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

 

Fernando Pessoa

 

Declamado por Daniel Henrique

 

http://danielhenrique.zip.net

:: Postado por Gaivota às 16h00
::
:: Enviar esta mensagem

Eu sei, mas não devia

 

 

Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.
A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor.
E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas.
E porque não abre as cortinas logo se acostuma
a acender cedo a luz.
E a medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.
A gente se acostuma a acordar de manhã
sobressaltado porque está na hora.
A tomar o café correndo porque está atrasado.
A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá para almoçar.
A sair do trabalho porque já é noite.
A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e
ouvir no telefone: hoje não posso ir.
A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso
de volta.
A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem.
E, a saber, que cada vez pagará mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma à poluição.
Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro.
À luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural.
Às bactérias de água potável.
Agente se acostuma a coisas demais, para não sofrer.

Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá.

Se a praia está contaminada a gente molha só os pés e sua no resto do corpo.
Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço.
Se o trabalho está duro à gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos,
para poupar o peito.

A gente se acostuma para poupar a vida.
Que aos poucos se gasta, e que gasta de tanto se acostumar, e se perde de si mesma.

 

Clarice Lispector

 

Declamada por Daniel Carrasco

 

http://prologodeumsonho.zip.net

:: Postado por Gaivota às 14h26
::
:: Enviar esta mensagem





Meu perfil
BRASIL, Nordeste, NATAL, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo, Informática
MSN - Ask me!!!


Links

:: Uma história de amor!
:: A mais doce vampira...
:: Fada Azul
:: 14 Máscaras
:: Lindos poemas!!!
:: Fada Nortuna
:: Bonequinha
:: Comunicação Informal
:: By Flavinha
:: Café com Bolinho
:: Historinhas
:: Siga o coelho branco!!!
:: Blog da Sonia
:: Andrade Jorge
:: De caso com o acaso
:: Kild
:: Palavreando
:: Claudia Pit
:: Vendas com sucesso
:: Prologo de um sonho
:: Nosso mundo estranho
:: Sombras e Sonhos
:: Um sonho a mais!
:: Asas dos sentimentos
:: Daniel Henrique
:: Monolitos
:: Do massa
:: Anjo sensual
:: Doce Vida
:: Pearl
:: Cantinho da sol
:: Histórias do mundo
:: Sonho de bruxa
:: Coisas bárbaras
:: Todos buscam por algo
:: Vida Loka
:: Escrava da Alegria
:: Um homem sensível
:: Gil Filho
:: Fã do Charlie Brown Jr
:: Evelyns
:: El loco
:: Erocks
:: By Claudia
:: Aline "Meireles"
:: Jornal Blogacional
:: O Vale da Eternidade
:: By Claricce Storch
:: Poemas da Dare
:: Café com Bobagem
:: Nos bares da vida
:: Vida Diet
:: Poesias Mortas
:: Última Flor do Lacio
:: Critical Situation
:: Midiatico

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

16/07/2006 a 22/07/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

05/02/2006 a 11/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

15/01/2006 a 21/01/2006

01/01/2006 a 07/01/2006

11/12/2005 a 17/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

02/10/2005 a 08/10/2005

25/09/2005 a 01/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

11/09/2005 a 17/09/2005

04/09/2005 a 10/09/2005

28/08/2005 a 03/09/2005

21/08/2005 a 27/08/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

07/08/2005 a 13/08/2005

31/07/2005 a 06/08/2005

24/07/2005 a 30/07/2005

17/07/2005 a 23/07/2005

10/07/2005 a 16/07/2005

03/07/2005 a 09/07/2005

26/06/2005 a 02/07/2005

19/06/2005 a 25/06/2005

12/06/2005 a 18/06/2005

Visitas

Créditos