Vontade de abraçar-te

É noite em minha vida e bem distante,

Nas águas mansas de um riacho calmo,

A luz da lua brilha nesse instante

Como um espelho a refletir um Salmo

 

Renovador da paz hoje encontrada

No vento brando que amanhece o dia.

A vida é curta, só é longa a estrada

Da natureza em flor é a poesia.

 

Por entre as flores, passa a luz do sol

Por entre os ramos canta o rouxinol,

E sobre as folhas, o orvalho brilha

 

Por ti Paulinha, que és tão pequena

Eu te direi com minha voz serena:

Tenho vontade de abraçar-te filha!

 

Paulo dos Santos

:: Postado por Gaivota às 19h29
::
:: Enviar esta mensagem

Tormenta

 

Sinto o perfume do teu corpo, quando

Deito-me sobre o leito, e não te vejo;

Tudo parece ter morrido, estando

Dentro de mim o teu último beijo.

 

E nesta ausência eu fico delirando

Ouvindo tua voz, e o teu arpejo,

Abraço-te em sonhos, procurando

Um lenitivo para o meu desejo.

 

E assim eu fico a maldizer a sorte

Cujo capricho já não compreendo;

Por ser mesquinho, tão ingrato e forte.

 

Fiquei sozinho, mas em toda parte

Que eu esteja, parece que estou vendo

Teus lábios rubros sem poder beijar-te.

 

Paulo dos Santos

Maio/1952

:: Postado por Gaivota às 20h12
::
:: Enviar esta mensagem

Refletindo

 

Quero viver assim a versejar

Nos momentos de tédio, quando sinto

Em minha alma a volúpia de um olhar

Que dominava o meu amor extinto.

 

Controlo-me, medito e a meditar

Penso esquecer aquela por quem minto,

Quando nego num verso não amar,

Quando bem sei que o seu amor pressinto.

 

Mulher, por que fugiste? Vem dizer...

Que jamais ficarei a maldizer,

Os beijos que desperdicei por ti...

 

Se tiveres razão, dar-te-ei razão

Como te dei meu pobre coração,

Desde a primeira vez em que te vi.

 

Paulo dos Santos

:: Postado por Gaivota às 20h04
::
:: Enviar esta mensagem

Destinos

 

Não digas a ninguém que lestes minhas rimas,

Nem que saudades tens de tudo que passou

Entre nós dois porque, hoje tu não me estimas,

Tudo finda, meu bem, tudo entre nós findou.

 

Não finjas alegria em tua dor, reprimas

Os beijos por ti meu coração pulsou.

Se chorares por mim, o teu choro comprimas,

Disfarçando talvez, não recordes quem sou.

 

Um dia encontrarei e encontrarás também,

O bálsamo do amor no coração de alguém,

Para o nosso futuro assim nos acalmar.

 

Esquece minha vida e esquecerei a tua...

Se me vires um dia passar pela rua,

Não me negues te peço, a esmola do olhar.

 

Paulo dos Santos

22.06.1951

:: Postado por Gaivota às 20h39
::
:: Enviar esta mensagem

De volta

Depois de longa caminhada, um dia

Te encontrei e tu me deste alento

Fiquei feliz demais, nesse momento

Tudo mudou pra mim, como eu queria

 

Vieste conduzida pelo vento

Suave e brando da manhã tão fria,

Nada pediste, e o que te dei, seria

Um verso a mais de amor e sofrimento

 

Cicatrizou-se a última ferida

Há tanto tempo, com o passar da vida,

Eu aprendi que tudo tem um fim.

 

Sarou todo meu mal, só resta um...

O mal de te querer. De jeito algum

Eu consegui curar-me. Foi assim.

 

Paulo dos Santos

:: Postado por Gaivota às 20h11
::
:: Enviar esta mensagem





Meu perfil
BRASIL, Nordeste, NATAL, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo, Informática
MSN - Ask me!!!


Links

:: Uma história de amor!
:: A mais doce vampira...
:: Fada Azul
:: 14 Máscaras
:: Lindos poemas!!!
:: Fada Nortuna
:: Bonequinha
:: Comunicação Informal
:: By Flavinha
:: Café com Bolinho
:: Historinhas
:: Siga o coelho branco!!!
:: Blog da Sonia
:: Andrade Jorge
:: De caso com o acaso
:: Kild
:: Palavreando
:: Claudia Pit
:: Vendas com sucesso
:: Prologo de um sonho
:: Nosso mundo estranho
:: Sombras e Sonhos
:: Um sonho a mais!
:: Asas dos sentimentos
:: Daniel Henrique
:: Monolitos
:: Do massa
:: Anjo sensual
:: Doce Vida
:: Pearl
:: Cantinho da sol
:: Histórias do mundo
:: Sonho de bruxa
:: Coisas bárbaras
:: Todos buscam por algo
:: Vida Loka
:: Escrava da Alegria
:: Um homem sensível
:: Gil Filho
:: Fã do Charlie Brown Jr
:: Evelyns
:: El loco
:: Erocks
:: By Claudia
:: Aline "Meireles"
:: Jornal Blogacional
:: O Vale da Eternidade
:: By Claricce Storch
:: Poemas da Dare
:: Café com Bobagem
:: Nos bares da vida
:: Vida Diet
:: Poesias Mortas
:: Última Flor do Lacio
:: Critical Situation
:: Midiatico

Votação

Dê uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

16/07/2006 a 22/07/2006

12/03/2006 a 18/03/2006

05/03/2006 a 11/03/2006

19/02/2006 a 25/02/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

05/02/2006 a 11/02/2006

29/01/2006 a 04/02/2006

22/01/2006 a 28/01/2006

15/01/2006 a 21/01/2006

01/01/2006 a 07/01/2006

11/12/2005 a 17/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

02/10/2005 a 08/10/2005

25/09/2005 a 01/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

11/09/2005 a 17/09/2005

04/09/2005 a 10/09/2005

28/08/2005 a 03/09/2005

21/08/2005 a 27/08/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

07/08/2005 a 13/08/2005

31/07/2005 a 06/08/2005

24/07/2005 a 30/07/2005

17/07/2005 a 23/07/2005

10/07/2005 a 16/07/2005

03/07/2005 a 09/07/2005

26/06/2005 a 02/07/2005

19/06/2005 a 25/06/2005

12/06/2005 a 18/06/2005

Visitas

Créditos